Top

Armadilha de Medusa

Armadilha - PolicarpoEm homenagem ao grande pianista francês Erik Satie, que em 2016 completaria 150 anos, a Elefants Companhia de Teatro propõe a montagem de sua única peça teatral, A Armadilha de Medusa (1913). Esta “comédia lírica em um ato”, cujas cenas são intercaladas por música do autor, é fruto de uma época de experimentações artísticas, considerada precursora do dadaísmo e do chamado “teatro do absurdo”, devido a características tais como o uso de linguagem nonsense.

O barão Medusa, personagem central da peça, é um rico investidor que aceita casar sua filha Frisette com um jovem recomendado pelo general Póstumo. Medusa, sujeito desconfiado e um tanto paranoico, resolve testar a lealdade do pretendente de sua filha com uma armadilha. Desenrola-se então uma série de acontecimentos que parecem não levar a lugar nenhum, mas provém apenas da necessidade de aparente controle da situação pelo barão.

Mesmo distante um século da primeira encenação do texto na França, percebe-se claramente a sua atualidade. O passado reincidente. Deste modo, a ideia principal da direção é fazer com que o público se depare com uma imagem velha e antiquada, como se olhasse para uma fotografia antiga, em contraposição ao discurso contemporâneo que a peça propõe.

Uma das premissas da encenação proposta pela Elefants é trazer ao palco o equilíbrio entre o risível e o trágico. O grotesco tem papel fundamental nesta montagem de A Armadilha de Medusa, para impedir a cristalização de uma forma definitiva, de uma arte realista mimética, e permitir a caricatura das figuras e das ideias, firmando sua existência através da crítica. As músicas composta pelo autor, para esta peça, serão executadas ao vivo e dançadas por três bailarinos-macacos, com coreografias de dança contemporânea.

A Elefants Companhia de Teatro é um grupo de Florianópolis constituído por artistas com experiência em atuação, direção, iluminação e dança. Tem em seu portfólio as peças Romeu e Julieta – Shakespeare para todos, que estreou em 2014, e Amor de Dom Perlimplim com Belisa em seu Jardim, de 2013. O coletivo, além de peças teatrais, oferece oficinas de teatro, concepção e confecção de figurino e cenário.Foto Rodrigo Melleiro

Armadilha de Medusa

Armardilha - barao e astolfo

 

Fotos Rodrigo Melleiro