Top
Carregando Eventos

« All Eventos

  • Este event já passou.

A ARMADILHA DA MEDUSA

fevereiro 3, 2017 / 9:00 PM - fevereiro 4, 2017 / 9:00 PM

cartaz_armadilhaA Armadilha de Medusa foi escrita em 1913 pelo francês Erik Satie, grande pianista do modernismo que completaria 150 anos em 2016. Sua única peça teatral, considerada dadaísta, apresenta as aventuras dos novos-ricos e a especulação financeira como matéria-prima. O personagem central da peça é um rico investidor, chamado barão Medusa, que quer casar sua filha Frisette com um jovem recomendado pelo general. Medusa, sujeito desconfiado e um tanto paranoico, resolve testar a lealdade do pretendente de sua filha com uma armadilha. Desenrola-se então uma série de acontecimentos que parecem não levar a lugar nenhum, mas provém apenas da necessidade de aparente controle da situação pelo barão.

Essa peça é fruto de uma época de experimentações artísticas que aconteceram no final do século XIX e início do século XX. Sua rapidez parece ter ecoado do “Manifesto dos dramaturgos futuristas” (1911), assinado por Marinetti, que defendia um teatro rápido, ágil e entusiasmado. Já o humor da obra teatral de Satie parece ter haurido inspiração do nonsense de Ubu Rei (1896), do também francês Alfred Jarry. Como Ubu Rei, A armadilha de Medusa é considerada uma das precursoras do que viria a se chamar, nos anos 1960, “teatro do absurdo”. A armadilha seria, para muitos estudiosos, a antipeça de Eugène Ionesco avant la lettre.

A encenação

A armadilha de Medusa é uma “comédia lírica em um ato”, cujas cenas são intercaladas pela música de Satie, que será executada por um pianista ao vivo, acompanhada da dança de três bailarinos-macacos, com coreografias de dança contemporânea.

Uma das premissas da encenação proposta pelo Elefants Núcleo de Arte é trazer ao palco o equilíbrio entre o risível e o trágico, portanto as formas são deturpadas, o cenário é estruturado na desproporção e os personagens na deformidade. O grotesco tem um papel fundamental na direção de arte de A Armadilha de Medusa, para impedir a cristalização de uma forma definitiva, de uma arte realista mimética, e permitir a caricatura das figuras e das ideias, firmando sua existência através da crítica.

A ideia principal da direção de arte é fazer com que o público se depare com uma imagem velha e antiquada, como se olhasse para uma fotografia antiga, em contraposição ao discurso contemporâneo que a peça propõe. Mesmo distante um século da primeira encenação na França, percebe-se claramente a atualidade do texto, principalmente comparado ao momento que vivemos hoje no Brasil. O passado reincidente. Deste modo, o cenário e os figurinos são elaborados dentro de uma restrita paleta de cores, apenas em tons sépia, cromatizes de marrons, realçando o envelhecido.

 

 

 

Detalhes

Início:
fevereiro 3, 2017 / 9:00 PM
Final:
fevereiro 4, 2017 / 9:00 PM
Evento Category:
Evento Tags:

Local

Teatro Pedro Ivo
Rodovia SC 401 - Km 5 - N° 4600
Florianópolis, Santa Catarina 88032000 Brazil
+ Google Map
Telefone:
(48) 3665-1630
Website:
http://www.teatropedroivo.sc.gov.br/index.php